Mostrando postagens com marcador Saúde. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Saúde. Mostrar todas as postagens

(Parte 2 ) A sua alimentação pode estar desencadeando uma depressão.


(Parte 2 ) Depressão, a doença que lidera o ranking das doenças que incapacitam a sociedade. 

Resultado de imagem para depressão

(Parte 2 ) Conheça um pouco sobre  sua microbiota intestinal e qual relação com depressão ela tem.

   A microbiota é um ecossistema implexo com cerca de 100 trilhões de microrganismos (CAROLINE J, 2017). E o trato gastrointestinal, especificamente, o intestino delgado e grosso são habitados pela maior parte da população microbiana humana, que tem como funcionalidade modular o sistema imune, metabolizar várias substâncias, sintetizar vitaminas, moléculas bioativas e fortalecer a barreira intestinal (CLARA, 2015). A disbiose é caracterizada por uma alteração no equilíbrio entre as bactérias benéficas e patogênicas da microbiota entérica, gerando um crescimento exagerado de microrganismos deletérios (KAMADA, 2013).
  A microbiota intestinal de um adulto é formada por bactérias, vírus e principalmente Firmicutes 64% e Bacterioidetes 23 % (GIOVANNI, 2016; COLHADO, 2012). A função da microbiota intestinal é modular o sistema imunológico, fortalecer a barreira intestinal, dominar a propagação de bactérias patogênicas residentes do trato gastrintestinal, transformação de ácidos biliares, drogas, polissacarídeos não digeríveis pelo jejuno, síntese de vitaminas, enzimas e moléculas bioativas como, ácido gama-aminobutírico (GABA), dopamina, acetilcolina, norepinefrina, serotonina entre outras (GIOVANNI, 2016; LANKELMA, 2015).
    A microbiota intestinal pode ser alterada por diversos motivos: genética, forma de parto, estresse ambiental, físico e psicológico, antibióticos, drogas de radiação e quimioterapia (GIOVANNI, 2016; CLARA, 2015). Já é sabido que mais de 50% das mudanças na composição microbiana intestinal é associada a mudanças na alimentação (ZHANG, 2010) e grandes alterações dietéticas podem modificar a microbiota em questão de dias (DAVID, 2014). Já está bem documentado que dietas com grandes quantidades de gordura e carboidratos simples, a longo prazo destroem a microbiota intestinal, levando a disbiose e elevação da produção de endotoxinas (GIOVANNI, 2016).
    Uma modificação na microbiota intestinal, por fatores dietéticos, ambientais entre outros, podem desencadear uma alteração chamada de Disbiose, caracterizada por um crescimento exagerado de microrganismos patogénicos (KAMADA, 2013). Esse desequilíbrio microbiano pode causar permeabilidade intestinal, que irá induzir um estado crônico inflamatório, podendo modificar a função cerebral, contribuindo para anormalidades comportamentais e cognitivas (CRYAN, 2012).    
    Ocorre uma produção de neurotransmissores através da microbiota, sendo eles, GABA e serotonina, que podem modificar o humor do hospedeiro (BARETT, 2012).  O aumento da permeabilidade intestinal pode induzir a elevação da lipopolissacarídeo (LPS) na corrente sanguínea, levando a uma inflamação, e essa sendo crônica, está associada a diversos distúrbios neurológicos, incluindo depressão (CLARA, 2015). 


Referências: CLARA SEIRA ORIACH, Ruairi C. Robertson, Catherine Stanton, John F. Cryan, Timothy G. Dinan. Food for thought: The role of nutrition in the microbiota-gut–brain axis.2015. Review article. Clinical Nutrition Experimental,Vol.6 Pag.25–38. Ireland. 2016.

NOBUHIKO KAMADA, Graça Y Chen, Naohiro Inohara & Gabriel Núñez. Control of pathogens and pathobionts by the gut microbiota.  Nature Immunology , 2013: 685–690.
SHAN LIANG, Xiaoli Wu, Xu Hu  , Tao Wang  and Feng Jin. Recognizing Depression from the Microbiota–Gut–Brain Axis. Review article. International Journal of Molecular Sciences.  2018 Jun; 19(6): 1592.Published online 2018 May 29.


MARIA CARMEN COLLADO, Maria Cernada,  Christine Baüerl ,  Máximo Vento, e Gaspar Pérez-Martínez. Microbial ecology and host-microbiota interactions during early life stages. Gut Microbes., 2012: 352–365.







Depressão, a doença que lidera o ranking das doenças que incapacitam a sociedade. (Parte 1)

Resultado de imagem para depressão


Depressão, a doença que lidera o ranking das doenças que incapacitam a sociedade. (Parte 1)

Transtornos depressivos são definidos por infelicidade, ausência de interesse ou bom humor, condolências de remorso ou baixa autoestima, sono ou apetite desequilibrado, sensação de fadiga e omissão de atenção (OMS, 2017). A Depressão lidera o topo de doenças que incapacitam os indivíduos na sociedade, 322 milhões é o número de pessoas depressivas a nível mundial (0MS, 2017). No ano de 2015, 11.548,577 pessoas foram diagnosticadas com depressão no Brasil, equivalente a 5,8% da população (OMS, 2017). A Depressão causa morbidade e mortalidade, não só apenas por sua via de suicídio, mas também por aumentar e piorar o prognóstico de doenças crônicas não transmissíveis, como Diabetes Mellitus tipo 2 e Doença Coronariana (KRISHANAN, 2008 ; KALIA, 2005). Na Depressão ocorre uma disfunção cerebral que é essencial para que aconteça o desequilíbrio neurotransmissor. A teoria da deficiência neurotransmissora monoaminérgica requer que humor positivo abrangendo a alegria caminhem de mãos dadas com a serotonina (5-HT), norepinefrina (NE) e ou dopamina (DA), e os sintomas depressivos aparecem quando os níveis desses neurotransmissores estão escassos. Os inibidores seletivos da serotonina (ISRSs) agem vagarosamente e somente causa alívio para uma porção dos pacientes, propondo que ainda persistem outros meios implicados (SHAN LIANG, 2018).

Na parte 2 iremos falar sobre uma doença intestinal que está sendo relacionada com a piora e surgimento da Depressão e seu possível tratamento com a Nutrição.

                        https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15877309
                        https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2721780/






Leite em caixinha é um veneno? Por que ele dura tanto tempo?


Leite em caixinha  é um veneno? Por que ele dura tanto tempo?

felipe.oliveira_silva

#respost. do @joaopaim_nutricao . O leite vendido em caixinha tem algum conservante? Por que Dura tanto?
O leite brasileiro vendido em embalagens cartonadas, em forma de caixa, é processado com temperaturas ultra-altas (do inglês Ultra High Temperature), ou seja, são aquecidos a temperaturas entre 137o C a 150oC por 3 a 5 segundos. Nessas condições, todos os microrganismos do leite cru são inativados. Nesse tipo de produto não há adição de conservantes, uma vez que todos os microrganismos devem ser eliminados. Exceções ocorrem (ou seja, há microrganismos viáveis dentro da embalagem) quando altas contagens (superiores a 4 log/ml) de microrganismos esportulados, principalmente do Bacillus sporothermodurans, estão presentes na matéria-prima ou houve falha nos processos térmicos e na vedação da embalagem. É importante lembrar que alguns Bacillus sporothermodurans podem estar no leite UHT, contudo não há risco à saúde ou risco de deterioração significativa do produto. O longo período da vida de prateleira desses produtos (4 a 6 meses) é baseado na ausência de microrganismos vivos no produto processado e também devido à resistência média das embalagens. Embalagens velhas ou danificadas podem apresentar microfissuras, pelas quais microrganismos podem acessar o produto. Conteúdo autorizado e gentilmente cedido para reprodução no o blog Food Safety Brazil, por Eduardo Tondo e Sabrina Bartz, autores de Microbiologia e Sistemas de Gestão da Segurança de Alimentos.

Fonte: https://foodsafetybrazil.org/o-leite-vendido-em-caixinha-tem-algum-conservante-por-que-ele-dura-tanto/


Cuidado com blogueiros fitness






Cuidado com blogueiros fitness 

É sempre importante  verificarmos de onde vem as informações e quando se trata da nutrição  não  é  diferente. Informações com evidências científicas lhe garante segurança e confiança.   

Dia D: Gravatá realiza mutirão de vacinação contra a Influenza neste sábado (4)


A Campanha Nacional de Vacinação contra influenza, que começou em todo o Brasil no dia 10 de abril, terá seu Dia D em Gravatá no próximo sábado (4). Nessa data, será realizada na praça da Matriz um grande mutirão de vacinação para atendimento à população público-alvo da campanha. Todas as unidades de saúde da zona urbana também estarão abertas das 8h às 17h.
Até agora, mais de 8mil vacinas já foram aplicadas, o que equivale a cerca de 30% da meta estabelecida pelo Ministério da Saúde. No sábado serão designadas equipes de reforço para o mutirão, por volta de 120 funcionários estarão envolvidos na ação.
Seguindo a recomendação da OMS, os grupos prioritários para a vacinação da Influenza são os indivíduos com 60 anos ou mais de idade, as crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 6 anos de idade, as gestantes, mulheres no período de até 45 dias após o parto, profissionais da saúde, professores e das forças de segurança e salvamento (Polícia, bombeiro e membros ativos das forças armadas), povos indígenas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional e portadores de doenças crônicas não transmissíveis como as respiratórias, cardíacas, renais, hepáticas, neurológicas, diabetes, transplantados, entre outras que constam na lista do Ministério da Saúde.
A campanha segue até o dia 31 de maio em Gravatá.

Qual tema sobre Nutrição você quer ver por aqui?



Qual tema sobre Nutrição você quer ver por aqui?


Se você tem alguma dúvida sobre alimentação, emagrecimento, suplementos, ou algum tema de seu interesse deixe nos comentários sua opinião que eu irei fazer uma postagem. Caso não queira deixar sua opinião para o público mande sua sugestão pelo whatsapp 81 9 99343264.

Quer perder peso? Então pare de focar na perda de peso.



Quer perder peso? Então pare de focar na perda de peso.

   A ponta do iceberg na maioria das vezes representa as várias opções que a mídia oferece para o emagrecimento. Você provavelmente já viu algum shake emagrecedor, alguma cápsula seca barriga, dieta milagrosa vendida na internet ou recomendada por pessoas que não são capacitadas para tal, uma variedade enorme de suplementos para perda de peso e por aí vai...
   E você já sabe qual é o resultado dessas tentativas nu é verdade?- Não perde peso, só se fazer alguma alteração radical na alimentação. – Frustração – Desmotivação – Corre o risco de colocar a saúde em risco- No fim das contas, acaba perdendo dinheiro, às vezes ganhando mais peso do que antes e ainda assim, volta a ponta do iceberg comprando algo novo no mercado que promete mil e um benefícios. Já esta na hora de você sair da ponta do iceberg e realmente conseguir seu objetivo, de uma forma eficaz, que seja dentro da sua realidade de vida, condição financeira e rotina. Sabe como? Procure seu Nutricionista, esse profissional irá te guiar pelo caminho mais seguro e realista.

   

Gravatá agora tem um novo conceito em Pilates & Funcional, BORA!






Você deseja ter um serviço diferenciado, individualizado e acompanhado com total suporte profissional lhe dando a atenção que você merece para melhorar sua qualidade de vida? Faça sua visita no espaço BORA!
E agora o BORA conta com uma novidade, oferecendo a área de nutrição, deseja emagrecer, ganhar peso (massa muscular), melhorar seu rendimento físico e entre outras coisas? Vá conhecer o espaço, tirar suas dúvidas e fazer sua aula experimental.

POR QUE DEVO CONSUMIR FRUTAS E VEGETAIS?



   

  

   Muitas pessoas já ouviram os profissionais da área de saúde falar que é muito importante o consumo de frutas e vegetais. De fato, essa recomendação é admirável e plausível para manter a boa vitalidade corporal. Esses dois grupos de alimentos quando ingeridos em sua forma natural pelos seres humanos, oferecem vitaminas, minerais, fibras, energia e substancias antioxidante (são protetoras para o organismo), juntos a outros nutrientes e fatores, irão promover uma boa nutrição ao corpo.
  Vamos ser mais objetivos sobre esses benefícios das frutas e vegetais. Se você quer um bom motivo para consumir esses alimentos na sua dieta confira abaixo.
Estudos científicos mostram que pessoas que apresentam um hábito de consumir frutas e vegetais tem uma proteção maior para Doença Cardiovascular e obesidade.



Prefeito Joaquim Anuncia revitalização no Posto de Saúde de Lagoa de Fernando


Atendendo a um pedido dos moradores e funcionários, o Prefeito Joaquim Neto esteve nesta segunda-feira (11) vistoriando  a Unidade de Saúde de Lagoa de Fernando, área rural de Gravatá. O local vai passar por revitalização e receberá melhorias nas instalações físicas.
“Os profissionais da área de saúde e moradores nos procuraram preocupados com algumas fissuras aparentes no prédio e de imediato procuramos entender e resolver o problema existente. Hoje estamos com a equipe técnica de engenharia que já está levantando as falhas existentes para iniciar o reparo. Nosso papel agora é correr para consertar e deixar a população segura.” Explicou o Prefeito.
A Unidade de Saúde foi construída em 2012. De acordo com o Secretário de Infraestrutura, Ricardo Cardim, a construção apresenta falhas na estrutura.
“O relevo do prédio foi feito de forma irregular, com isso a parte estrutural veio a se acomodar devido a má compactação do terreno e a estrutura apresentou essas fissuras.  Nesse momento, estamos fazendo um levantamento do prédio e dando início a contratação da empresa responsável para recuperar de imediato o posto.” Destacou.
O anúncio da reforma foi feito na presença dos moradores da comunidade e profissionais que atuam na Unidade. Carla Cristina da Silva trabalha no posto como técnica de enfermagem e agradeceu pelo retorno do Prefeito.
“Nós estávamos com medo que a estrutura do prédio viesse a desmoronar e procuramos o Prefeito que nos atendeu de imediato. Ficamos felizes em receber a visita da equipe da Prefeitura e saber que o espaço já vai começar a ser restaurado. Isso sim é respeito com a população.” Disse
 Investimentos- O trabalho não para por aí. Em reunião com moradores, o Prefeito também anunciou melhorias na escola municipal Manoel Lacerda de Almeida. O local, que atende 60 alunos, irá passar por reforma.

Secretaria de Saúde convoca médicos aprovados em processo seletivo


A prefeitura de Gravatá convoca alguns dos médicos aprovados no processo seletivo número 001/2018.
O candidato convocado deve comparecer a sede da Secretaria de Administração até cinco dias úteisA Secretaria fica localizada na rua Rui Barbosa, 150, e funciona das 7h às 13h. É necessário levar os documentos descritos no item 9 do  EDITAL – SELECAO SIMPLIFICADA FMS 001.18(cópia e original).
Confira os cargos convocados:
Médico Plantonista (4) –CONVOCAÇÃO 002.2019 FMS
O processo terá validade de um ano, com possibilidade de prorrogação por igual período. Novas convocações serão realizadas em breve, os candidatos devem estar atentos ao site e redes sociais da Prefeitura de Gravatá.

Secretaria de Saúde reúne equipes para definir as metas para 2019

Secretaria de Saúde reúne equipes para definir as metas para 2019


A Secretaria de Saúde realizou na manhã desta terça-feira (29) uma reunião com o objetivo de avaliar as ações do ano de 2018 e traçar as metas para 2019 com relação ao monitoramento e prevenção de doenças em Gravatá. Participaram do encontro os grupos de Vigilância em Saúde, que correspondem às equipes de Vigilância Epidemiológica, Sanitária e Ambiental.
Na ocasião, foram determinados os responsáveis por cada ação que será realizada durante o ano, através de um cronograma. Uma das atividades que já está marcada para acontecer já no mês de fevereiro é a capacitação da Vigilância em Saúde com intuito de aperfeiçoar o atendimento à população, que está prevista para o dia 5. Durante a reunião, também foi debatido o tema da Audiência Pública, que acontecerá no mês de fevereiro.
Na semana passada, a secretaria realizou outra reunião que uniu as equipes de Atenção Básica e Atenção Especializada, que são responsáveis pelo SAMU, hospital, laboratório e centro de saúde.
A Assessora de Planejamento da Secretaria de Saúde, Wedneide Almeida, falou sobre a importância das ações da secretaria e sobre as metas que vêm sendo traçadas em cada reunião com os setores da secretaria.
“Nós da Secretaria de Saúde temos o intuito de avançar com o Sistema Único de Saúde – (SUS) do município, reduzir o índice de doenças e trabalhar para melhorar a qualidade de vida das pessoas. A saúde é uma das prioridades do ser humano e a gestão está cumprindo com o seu trabalho ao cuidar da população,” pontuou.
Outras reuniões estão previstas para acontecer com os funcionários dos setores da administração e do financeiro.

Janeiro Branco: Secretaria de Assistência Social desenvolveu campanha em prol da saúde mental nos CRAS

Janeiro Branco: Secretaria de Assistência Social desenvolveu campanha em prol da saúde mental nos CRAS


Foi realizado na tarde desta terça-feira (29) o último encontro da Campanha Janeiro Branco no Centro de Referência de Assistência Social do bairro Maria Auxiliadora – (CRAS IV). 
Coordenada pela Secretaria de Assistência Social, através do Serviço de Proteção e Atendimento Integral às Famílias- (PAIF), a campanha foi desenvolvida durante todo o mês de janeiro nos CRAS do município. Por meio de palestras, rodas de conversas e atividades lúdicas, as comunidades tiveram a oportunidade de refletirem sobre assuntos relacionados à saúde mental e emocional, tema central da Campanha Janeiro Branco.
Maria José, 54 anos, moradora do bairro Maria Auxiliadora, assistiu a palestra e disse que as atividades durante o mês e a ajudaram muito.
“Achei muito importante ter esse tipo de palestra e também as rodas de conversas que foram feitas, tanto para nos ajudar, quanto para nos orientar sobre o assunto. Aprendi muito com as dicas que ouvi, a trabalhar o meu emocional e também das pessoas da minha família”, ressaltou.
O último encontro desta terça, que teve início às 13h30, contou com a participação de aproximadamente 50 pessoas da comunidade abrangida pelo CRAS IV. Durante o encontro, foi realizada uma palestra em que foram apresentadas as diversas formas de uma pessoa poder pedir e receber ajuda para manter uma boa saúde mental e emocional.
O Psicólogo e palestrante da tarde, Alyson Pereira, fala que essa campanha é muito importante e que os CRAS da cidade estão com as portas abertas para receber a população e tirar quaisquer dúvidas sobre a temática, bem como prestar atendimento e ajuda emocional.

“O Janeiro Branco é uma campanha muito importante para todos.  Queremos mostrar para a comunidade que o adoecimento da saúde mental e emocional é um problema psicológico e tem que ser cuidado, porque  manter esta saúde é, também, garantir mais qualidade de vida para as pessoas. Os CRAS de Gravatá já vêm realizando esse trabalho, através da Psicologia, ao ajudar as pessoas em seus dilemas diários, não apenas durante o mês da campanha, mas no trabalho constante o ano inteiro,” acrescentou.

CAMPANHA JANEIRO BRANCO:
O Janeiro Branco foi criado no ano de 2014 e é uma campanha dedicada a promover a psicoeducação das pessoas e das instituições, promovendo a saúde mental e combatendo o adoecimento emocional dos indivíduos e instituições por meio de debates, reflexões, palestras, rodas de conversa, oficinas, caminhadas, corridas, piqueniques, cineclubes, distribuição de balões brancos, panfletos, fitas brancas e várias outras formas de ação e intervenção. Assim, a campanha valoriza a subjetividade humana, a criação de uma cultura de equilíbrio emocional entre pessoas, a nível individual, institucional, social e coletivo.

Prefeitura de Gravatá realiza palestra sobre DST’s e gravidez na adolescência para alunos do Ensino Médio

Prefeitura de Gravatá realiza palestra sobre DST’s e gravidez na adolescência para alunos do Ensino Médio


Os alunos do primeiro e segundo anos do Ensino Médio da EREM Devaldo Borges participaram nesta terça-feira (20) de uma palestra com o tema: “Doenças Sexualmente Transmissíveis – (DST’s) e Gravidez na adolescência”, promovida pelas Secretarias da Mulher e de Saúde.
Com o intuito de conscientizar os jovens quanto aos perigos que estão expostos na contração de DST’s e da gravidez na adolescência, o Enfermeiro Hercílio Guimarães abordou o tema trazendo esclarecimentos sobre formas de contaminação e da importância da prevenção destas doenças.
Apesar de as DST’s poderem ser contraídas em qualquer idade, o Coordenador desta área na Secretaria Municipal de Saúde, Humberto Torres, informa que os jovens são os que menos procuram as Unidades de Saúde da Família para fazerem exames de detecção destas doenças. Por este motivo, faz-se necessário que palestras como esta sejam realizadas entre grupos desta faixa etária.
Taciana Medeiros, Secretária da Mulher fala sobre a necessidade da realização desta palestra entre o público jovem.
“Esta parceria com as secretarias municipais e as escolas estaduais tem sido fundamental, porque a gente aborda o tema em uma linguagem que o jovem entende e participa. A saúde preventiva é a melhor forma de cuidar da nossa gente e tem um custo menor para o município”, esclarece.
Felipe João, 18 anos, estudante do segundo ano, fala de sua experiência em ter participado da palestra.
“Foi muito importante porque a gente fica mais consciente e ligado com qualquer mudança no nosso corpo. Só o fato de se prevenir e manter uma boa higiene já ajuda muito. Aprendi bastante hoje”, conta.
O que são as DST’s?
Doenças Sexualmente Transmissíveis são causadas por vírus, bactérias ou outros microrganismos que são transmitidos, principalmente, através de relações sexuais sem o uso de preservativo com uma pessoa que esteja infectada. Geralmente, se manifestam por meio de feridas, corrimentos, bolhas ou verrugas.
Usar preservativos em todas as relações sexuais (oral, anal e vaginal) é o método mais eficaz para a redução do risco de transmissão das DST’s, em especial do vírus do HIV.
Outra forma de infecção pode ocorrer pela transfusão de sangue contaminado ou pelo compartilhamento de seringas e agulhas e, também, pelo uso de drogas injetáveis.
O HIV e a Sífilis também podem ser transmitidos da mãe infectada sem tratamento para o bebê durante a gravidez e no parto. E, no caso do HIV, a transmissão se dá, também, na amamentação.
A gravidez na adolescência também é um dos casos mais preocupantes, pois geralmente nessas situações os pais do bebê não possuem condições de cuidarem de seus filhos. Além disso, muitos jovens abandonam a vida escolar para se dedicarem precocemente à criança.
Uma pesquisa realizada pela ONU (Organização das Nações Unidas) mostra que o Brasil tem 68,4 bebês nascidos de mães adolescentes a cada mil meninas de 15 a 19 anos.

Featured Games

Rede Anuncio © 2014 | Published By Pro Templates Lab | Powered By Blogger | Designed By Templateism.com