Notícias de "Marketing Digital"
Mostrando postagens com marcador Marketing Digital. Mostrar todas as postagens
Rede Anuncio é uma revista online de Notícias de Pernambuco Nosso objetivo é informar aos 185 municípios pernambucanos o que acontece no estado.

Ao se tratar de inteligência artificial, diversas empresas podem cometer alguns erros durante a sua utilização para o marketing. Mas isso é natural, afinal, errar com robôs também é humano e adaptar-se à inteligência artificial (IA) leva um certo tempo e esforço.
Porém, alguns erros são mais recorrentes do que outros. E esses são os que podem desmotivar o uso da AI na sua empresa. Como ninguém quer que isso aconteça, confira 5 erros para evitar ao aplicar inteligência artificial e robô de marketing.

1- Pensar que a implementação da IA é fácil

Existem diversas ferramentas de IA para marketing no mercado. Algumas são relativamente fáceis de utilizar e você pode começar em poucas horas. Mas transformar a sua empresa em uma organização automatizada, é outra questão totalmente diferente. Implementar a IA em diversos processos da rotina empresarial leva tempo e dinheiro, além de ser um caminho de diversas tentativas e erros.
Diversos setores de marketing imaginam que, com a informação correta, a implementação é fácil. De fato, a informação certa e a estratégia são fundamentais. Depois é que são elas: você precisa encontrar as ferramentas certas, combinadas a dados especificamente coletados e treinar a sua equipe baseando-se nessas informações. E isso não acontece do dia para a noite.
Quando rodando, IA parece mágica. Mas fazê-la funcionar na engrenagem da sua empresa é como a implementação de um novo e complexo CRM. É preciso comprometimento a longo prazo.

2- Depositar muita expectativa

Ao iniciar um projeto, todos ficamos muito animados e ansiosos em relação aos seus futuros passos. Ao se tratar de robôs, quem nunca os imaginou realizando coisas grandiosas, como imitar o comportamento humano? Mas essas especulações podem gerar frustração e distração. Isso desvia as pessoas da utilidade e viabilidade real da IA, pelo menos por agora. Atualmente, a automação, personalização de serviços em grande escala, otimização de custos e tempo, já é possível com robôs de marketing.
Reflexões em torno da IA são comuns desde que entramos na Era Digital. Mas passar tempo demais pensando aonde ela pode chegar, te afastará de onde essa tecnologia está hoje e o que ela pode fazer por você.

3- Desacreditar da IA antes de experimentá-la

No outro lado da moeda, estão os profissionais que acreditam que a IA não é nada de mais. Convenhamos que há algum hype em torno da inteligência artificial em diversos artigos e páginas da internet, mas muito do que se fala é real e muito possível.
Imagine que a inteligência artificial é um assunto como qualquer outro. Essa é a verdade. Nos últimos anos, foram incontáveis os avanços no campo da IA e do machine learning. Esse desenvolvimento está batendo à porta de pequenas, médias e grandes empresas nos mais diversificados ramos. O tempo de compreendê-la é agora, assim, você estará à frente de diversas corporações.

4- Pensar que a IA pode substituir profissionais de marketing

Quando se começa a compreender o potencial da IA, torna-se ainda mais nítida a descartabilidade dessa especulação. Como a inteligência artificial poderia substituir os profissionais e agências de marketing? Com certeza, a ferramenta mudará a maneira como se pensa a área e a profissão. Entretanto, a tecnologia não vem para substituir e, sim, otimizar.
Nós não podemos vislumbrar como a IA irá se tornar poderosa daqui há alguns pares de anos, mas levará algum tempo até que as máquinas desenvolvam o pensamento criativo. Por isso, é importante que os profissionais do marketing se mantenham atentos para o valor que as ferramentas de IA estão gerando às empresas que prestam serviços. Lembre-se, máquinas devem trabalhar, pessoas devem pensar.

5- Pensar que IA é muito difícil ou muito técnico

Sem dúvidas exige algum tempo e esforço para se familiarizar com os conceitos e termos da inteligência artificial. E entender profundamente a tecnologia envolvida no desenvolvimento dessas ferramentas, pode parecer um pouco complicado. Mas você não precisa ser especialista – muito menos saber tudo – para começar a utilizar IA.
Essa ferramenta não é apenas para técnicos. Como profissional de marketing, ou conhecedor da área, você tem uma oportunidade de ouro de experimentar os reais usos da inteligência artificial e robô de marketing na sua empresa. Não se menospreze. Você pode começar assistindo a alguns vídeos no YouTube e testando algumas ferramentas.
Rede Anuncio é uma revista online de Notícias de Pernambuco Nosso objetivo é informar aos 185 municípios pernambucanos o que acontece no estado.

Se você decidiu investir em Marketing Digital no seu negócio, você já fez uma escolha muito inteligente. Afinal, mais de ⅔ da população mundial está conectada. E como a premissa de que para ter sucesso é preciso estar onde o seu público esté é corretíssima, é mais do que natural ver o crescimento de empresas que estão investindo no ambiente digital.
Segundo o Facebook, hoje já há mais de 3 milhões de anunciantes ativos por todo o mundo, fazendo seus negócios crescerem graças ao poder de escala e segmentação de rede. Talvez você seja um desses anunciantes que vêm investindo nas plataformas digitais, porém que ainda não enxergaram nenhum resultado.
Provavelmente você deve estar cometendo algum erro nos seus anúncios, como direcionar o usuário para uma página errada, escolher mal as palavras-chaves, anunciar no canal errado ou simplesmente não estar mensurando os seus resultados.
Mensurar e analisar os resultados de maneira efetiva buscando melhorias na sua estratégia é uma das grandes vantagens de investir em Marketing Digital. Através da análise dos dados você pode otimizar sua estratégia de marketing, a fim de obter o melhor resultado possível. Além disso, a mensuração de resultados permite a avaliação dos seus investimentos, se eles estão tendo um retorno positivo ou se está na hora de mudar a estratégia.
Porém, muitas empresas ignoram esse processo, que é tão importante quanto a escolha da mídia, a definição do público-alvo ou do alinhamento com a equipe de vendas. Isso acontece por um simples motivo: não possuírem um planejamento estratégico. Sem isso, a empresa não consegue definir quais métricas devem ser analisadas.
A falta de foco também é um motivo bem comum. Muitas empresas acabam gastando recursos para gerar análises simples e rasas, que não são capazes de mostrar o que realmente precisa ser melhoradoe até mesmo o que está dando certo, nos investimentos de Marketing Digital.  
Então, se você quer parar de gastar dinheiro e quer começar a ganhar dinheiro, está na hora de mensurar seus resultados. Para isso, confira essas 5 dicas para a mensuração resultados de forma simples:

1. Defina metas

Primeiramente, estabeleça as metas e os principais objetivos da sua estratégia de marketing. Você precisa ter bem claro o que você espera com essa campanha: mais curtidas, maior visibilidade da sua marca, aumentar suas vendas pela internet?
Também é preciso ter definido quem é seu público-alvo e conhecê-lo muito bem. Assim, você saberá quais os melhores canais para alcançar o seu objetivo (Facebook, Instagram, Buscador do Google, YouTube, etc.), podendo definir prazos para obter os resultados e fazendo testes.

2. Analise o ROI (Return on Investment ou Retorno Sobre o Investimento)

Essa é, sem dúvida, uma das métricas mais importantes a ser analisada. No marketing digital, o cálculo do ROI tem como função mensurar o quanto de rendimento determinada campanha resultou para a empresa.
E calcular o ROI é simples: basta subtrair o Investimento Inicial do Ganho Obtido e dividir o resultado pelo investimento inicial.
ROI = (Ganho Obtido – Investimento Inicial) / Investimento Inicial
Exemplo: o Investimento Inicial da sua campanha foi de mil reais e o Ganho Obtido da sua empresa foi 10 mil, logo:
ROI = (10.000 – 1.000) / 1.000 = 9
Neste caso, o retorno foi 9 vezes maior que o investimento inicial. Geralmente o ROI é calculado em porcentagem, então basta multiplicar o resultado por 100. Logo, o Retorno Sobre o Investimento foi de 900%.
É extremamente importante que os valores utilizados no cálculo sejam obtidos pela soma de todas as vendas realizada através da estratégia, subtraindo o valor investido nas ações de Marketing Digital.
Com os dados do ROI em mãos, você conseguirá identificar quais as fontes de lucro da empresa, quais canais de comunicação são mais efetivos e quais fontes estão apresentando melhores resultados em vendas.

3. Como está sua Taxa de Conversão?

Muito utilizada para medir o resultado de vendas, a taxa de conversão pode ser utilizada para calcular vários resultados, como cliques, acessos, vendas, cadastros, entre outros.
Na mensuração das vendas, essa métrica é importante para compreender e identificar falhas e acertos no processo de compra, para desenvolver ações que resolvam esses problemas e aumentem os valores dessa taxa.
E para calcular a taxa de conversão, basta dividir o número de conversões geradas pelo de visitantes. Ou seja, se a landing page que você criou para divulgar algum material rico teve 340 cadastros de 750 visitas, quer dizer que sua taxa de conversão foi de 45%. Ou seja, quase metade das pessoas que acessaram sua página preencheram o formulário.

4. Não esqueça da Taxa de Rejeição

A taxa de rejeição é uma métrica que em hipótese alguma deve ser rejeitada, pois ela mostra a porcentagem de usuários que abandonaram a sua página assim que acessaram. Ela mostra como o usuário deixou a sua página: fechando a página, voltando para a página anterior, clicando em um link na sua página que levou para outro site ou até mesmo ficando inativo na mesma página por mais de 30 minutos.
Com o Google Analytics você pode mensurar esse tempo de permanência do usuário. E quanto maior for o número dessa métrica, significa que a usabilidade do seu site ou e-commerce está malfeita. Provavelmente, os problemas estão na disposição do conteúdo, layout pouco intuitivo, site lento, dentre outros.
E não, não existe um valor padrão para a taxa de rejeição. Há vários fatores que podem influenciar, como a área de atuação da empresa ou o objetivo da página.  

5. É importantíssimo analisar o CAC (Custo de Aquisição de Clientes)

Calcular o valor de cada novo cliente gerado pela sua estratégia de marketing também é muito importante. Com ela, é possível saber quanto custou para a empresa cada cliente. Se os valores forem muito altos, está na hora de rever sua estratégia ou analisar quanto tempo você precisará mantê-los consumindo seus produtos/serviços para que compense o valor investido.
Para calcular o Custo de Aquisição de Clientes, basta dividir o investimento pelo número de vendas. Salário da equipe, verba de mídia, comissão dos vendedores, softwares de automação, CRM, entre outros, são coisas que envolvam gastos de marketing e vendas, então, devem ser levados em conta no cálculo do investimento.
Se o valor do CAC for baixo, significa que você está no caminho certo e suas estratégias de marketing estão trazendo clientes, sendo um ótimo custo-benefício. E aí, você já analisou essas métricas na sua empresa? Não? Então está na hora. Agora, se nem uma estratégia de marketing digital você tem, é melhor começar a se agilizar ou vai acabar ficando para trás.
Rede Anuncio é uma revista online de Notícias de Pernambuco Nosso objetivo é informar aos 185 municípios pernambucanos o que acontece no estado.

O mercado está em constante transformação. Atualmente, o processo de venda e de relacionamento com o cliente passa por diversas mudanças. Devido a isso, as organizações estão se adaptando e se reinventando em relação ao procedimento de venda e pós-venda, focando principalmente em oferecer ao cliente muito mais do que bons produtos e serviços. Os clientes esperam ter uma experiência excelente, do começo ao fim, e essa necessidade é que as empresas também precisam suprir. É aí que entra a importância de um bom relacionamento com o cliente.
As organizações precisam interiorizar em suas equipes que os clientes esperam encontrar na empresa alguém que entenda as suas necessidades, suas “dores”. Eles não querem se sentir apenas mais um cliente, mas sim “O” cliente. Para transmitir essa sensação de importância e conquistá-los, é preciso que o time da sua empresa mude a mentalidade e a forma de atendimento empregada, pois tudo começa nos primeiros contatos.
Leia também: Por que meu site não aparece no Google? Melhore o seu Marketing Digital.

Relacionamento com o cliente

Um bom relacionamento com o cliente demanda a construção de uma relação íntima e o estabelecimento de confiança, tanto sobre a qualidade dos produtos e serviços prestados, pois eles devem cumprir com o prometido, quanto com a experiência de compra e pós-compra, que deve satisfazer e até surpreender os clientes.
Devido a crescente influência que o relacionamento com os clientes passou a exercer perante o sucesso da empresa, elas estão investindo em meios que melhorem esse setor para conquistar e reter consumidores. Segundo Philip Kotler (2001), conquistar novos clientes pode ser de 5 a 7 vezes mais caro do que investir na retenção dos  conquistados pela empresa.
Com todo esse foco em aprimorar o relacionamento com os clientes, garantindo uma ótima experiência e a conquista de resultados positivos, é que a função de Customer Success – ou Sucesso do Cliente – adentra o cenário e ganha cada vez mais destaque.

Afinal, o que é o Customer Success?

O termo Customer Success foi criado a partir das empresas de SaaS (Software as a Service), que tinham um profissional responsável por garantir que os clientes não só utilizassem os softwares de forma correta, mas o usassem da maneira mais produtiva possível, para que obtivessem os melhores resultados com os produtos que eles ofereciam.
Lincoln Murphy, referência no assunto, diz que “o Customer Success é quando seus clientes alcançam o resultado desejado através das interações com a  sua empresa”. A partir dessa frase, podemos propor que essa área não deve ser vista apenas como a atuação de um profissional específico, e sim como uma missão da empresa e um dever para a equipe. Forneça a melhor experiência e o maior sucesso possível.
E a sua empresa, já vendeu hoje?

E o que faz o Customer Success e por que é tão importante?

As atividades de um Customer Success são muito variadas. A primeira e principal, com certeza, é a de destacar o cliente como o elemento fundamental de todo o processo de venda e conhecê-lo profundamente. Só assim será possível que uma relação de confiança entre os lados seja criada. E, como já vimos, ela é fundamental para o sucesso da empresa e do cliente.
O profissional precisa conhecer de forma aprofundada todos os produtos e serviços oferecidos pela empresa em que trabalha, para que tenha condições de propor soluções para os clientes. Além disso, deve estar por dentro do mercado em que o cliente atua para identificar oportunidades para o crescimento dele.
Customer Success deve elaborar ações e construir planos junto com o cliente, além de possuir e acompanhar as métricas e os indicadores de resultados dele, o que é extremamente importante que sejam analisados e controlados. O compartilhamento destes dados com o cliente é bastante interessante, pois colabora para que o relacionamento entre empresa e cliente seja mais próximo e os resultados atingidos sejam explicados e pontuados.

A importância

O Customer Success, em resumo, é a responsabilidade de estar em constante estudo para traçar os melhores objetivos para seus clientes, prestar ótimas consultorias e fazer de tudo para que a empresa pense conforme as estratégias de sucesso dos clientes. Além de contribuir para que os clientes tenham a melhor experiência possível em todos os processos. Assim, eles são retidos e novas vendas serão feitas, o que garante também o sucesso da empresa.
Devido a grande exigência dos clientes em ter uma boa jornada de compra e um bom relacionamento com as marcas que consome também no pós-compra, é que o Customer Success passou a ter grande importância. Lembre-se: é um trabalho focado em garantir o sucesso, tanto do cliente como da empresa. Portanto, exerce um papel fundamental para os ambos os lados.
Rede Anuncio é uma revista online de Notícias de Pernambuco Nosso objetivo é informar aos 185 municípios pernambucanos o que acontece no estado.

Quando uma empresa decide ampliar suas estratégias de marketing e comunicação para se adequar ou inovar no meio digital, é sempre bom pensar que a contratação de uma agência especializada em marketing digital é ideal para efetuar tais atividades.
A maioria dos empreendedores que tentam ampliar suas estratégias de marketing e comunicação por conta própria, ou instruindo sua equipe interna, acabam tendo dificuldades e, muitas vezes, o trabalho redobrado pela falta de conhecimento em algumas áreas.
Por isso, é indicado buscar uma agência confiável, que atenda suas expectativas futuras e, principalmente, seja sua principal parceira para trazer qualidade, resultado e novas vendas.

Mas como escolher uma agência confiável?

Como o mercado de agências de marketing é abrangente, é necessário analisar aquelas que trazem um significado relevante para o seu objetivo. Afinal, é importante compreender que nem todas as agências atenderão suas expectativas.
Para te ajudar nessa decisão, listamos algumas dicas para você analisar antes de contratar uma agência de marketing digital confiável e garantir sua satisfação. Confira a seguir!

1- Estipule objetivos para definir os serviços necessários

É muito importante analisar o cenário interno e externo da sua empresa antes de buscar ou contratar uma agência. Verifique os principais objetivos que você quer alcançar e estipule metas. Por exemplo, “a partir do ano que vem quero vender 30% a mais por mês” ou “preciso que o meu produto tenha mais visibilidade no Google“.
Estipular objetivos e metas de marketing é essencial para alinhar quais serviços você irá precisar com mais intensidade. Uma dica para clarear os principais objetivos é se reunir com a equipe da sua empresa. Colete opiniões sobre o que se pode melhorar e quais atividades podem ser exercidas sem afetar a produtividade.
Assim, no momento de se reunir com as agências será bem mais fácil informar quais serviços você precisa, em qual prazo e o que você espera. Como também, você pressupõe com mais segurança se tal agência é a ideal para sua empresa.

2- Histórico e a reputação da agência

Realizar uma pesquisa sobre o histórico da agência e como anda sua reputação é fundamental para verificar a credibilidade. Para isso, é bom analisar primeiramente o tempo de experiência, inovações e atualização de estratégias de marketing digital. Isso porque esse ramo está sempre com novas tendências e inovações, por isso, uma boa agência está sempre à frente.
Além disso, vale a pena dar uma olhada nas parcerias, avaliações e comentários sobre a agência nas mídias para verificar se ela passa confiança e eficiência em seu trabalho.

3- Investigue cases de sucesso

Olhe as referências e portfólio de uma agência de marketing para saber como ela ajudou os clientes a terem resultados positivos.
Para isso, você pode olhar os cases de sucesso que a agência disponibiliza. Você também pode solicitar que te levem dados e materiais importantes em uma reunião, por exemplo. Isso irá facilitar na sua escolha, pois você conseguirá ter uma visão da qualidade e segurança da agência e também ao verificar se segmento/especialização é o ideal para você.

4- Converse com clientes fiéis da agência

Essa é uma etapa que irá auxiliar na sua pesquisa sobre os cases e reputação da agência. Conversar com clientes que já tiveram uma experiência ou que são clientes fiéis dela é fundamental.
É mais proveitoso que você entre em contato com alguns clientes para tirar dúvidas. Assim, você se sentirá mais seguro em contratá-la ao analisar sua credibilidade, atendimento, relação e qualidade.
Outra dica é que, normalmente, os sites das agências exibem uma lista com seus clientes e com os melhores resultados. Por isso, se você buscar alguma agência que não mostre resultados ou depoimentos, recomendamos analisar melhor se ela é realmente confiável.
Confira os nossos cases de sucesso.

5- Analise os canais de comunicação

Uma boa agência de marketing digital sempre terá seus canais de comunicação bem trabalhados. Por isso, antes de contratar é importante analisar se ela investe na sua comunicação digital e se sua reputação é boa nos seguintes canais:
  • Site: o site de uma agência de marketing digital deve ter um bom design e ser de fácil navegação.
  • Blog: vale a pena ler os conteúdos do blog para ver se são de qualidade e possuem uma linguagem agradável.
  • Redes sociais: analisar se as publicações são feitas regularmente e se as imagens tem qualidade, se há informações dos colaboradores, se o público tem um bom engajamento, entre outras coisas.

6- Preços praticados

Nesta dica, é importante saber quanto você pode investir em marketing. Para isso, é primordial analisar o custo-benefícioda agência.
Escolha agências que entendam o seu poder de investimento e façam planos ou pacotes. Ou seja, que sejam flexíveis e entendam o que você precisa de uma forma empática e agradável.
Essas dicas são essenciais para você verificar se uma agência é confiável e garante a qualidade em seus serviços. Neste caso, todas as etapas acima exigem um tempo de pesquisa e análise. Por isso, não tenha pressa, converse com osrepresentantes de vendas e vá até o local para conhecer a agência. Assim, você se sente mais seguro e animado em fazer uma parceria.