Notícias de "Esporte"
Mostrando postagens com marcador Esporte. Mostrar todas as postagens
Rede Anuncio é uma revista online de Notícias de Pernambuco Nosso objetivo é informar aos 185 municípios pernambucanos o que acontece no estado.

Capacete de Ayrton Senna é leiloado com valor estimado em 645 mil reais



Um capacete utilizado por Ayrton Senna no Grande Prêmio da Holanda em Zandvoort, em 1985, está sendo leiloado por 150 mil euros (na cotação atual cerca de R$ 645 mil). Os lances poderão ser feitos até o dia 28 de outubro.

Além do capacete, a plataforma de leilões online Catawiki irá por em pregão cerca de 250 itens da Fórmula 1, de outubro a dezembro, que juntos são avaliados em mais cerca de 1 milhão de euros.

"É muito raro encontrar capacetes similares no mercado, principalmente porque remonta ao início da carreira de Senna", explicou o especialista da Catawiki, Marc Jans. Outros itens do piloto brasileiro tricampeão da F1 serão leiloados. Um par de luvas, outros dois capacetes e um macacão original de corrida também entram no leilão nos próximos dias.

Fonte: Folha PE
Rede Anuncio é uma revista online de Notícias de Pernambuco Nosso objetivo é informar aos 185 municípios pernambucanos o que acontece no estado.

Jon Jones retorna ao UFC no último evento do ano

Jon Jones retorna ao UFC no último evento do ano
Jon Jones, lutador do UFC Foto: Esther Lin/MMA Fighting

O UFC anunciou duas grandes lutas para o evento de número 232 da organização, marcado para o dia 29 de dezembro, em Las Vegas. O Ultimate confirmou o retorno de Jon Jones em revanche contra o sueco Alex Gustafsson, em luta pelo cinturão da divisão dos meio-pesados.

Na mesma noite, as brasileiras Cris Cyborg e Amanda Nunes se encaram valendo o título da divisão dos penas, em esperado confronto depois de inúmeras provocações entre as duas nas redes sociais.

O evento será o último do UFC em 2018 e é cercado de expectativa pelo retorno de Jon Jones.

Considerado uma das grandes estrelas a aparecer no evento, o americano alcançou o auge ao dominar a categoria dos meio-pesados. Entretanto, problemas fora do octógono quase encerraram a carreira vitoriosa.

Em abril de 2015, Jon Jones perdeu o cinturão dos meio-pesados depois de se envolver em um acidente e fugir do local sem prestar socorro. Dois anos mais tarde, "Bones" acabou flagrado em exame antidoping e novamente viu o título escapar por problemas disciplinares.

Fonte: Folha PE
Rede Anuncio é uma revista online de Notícias de Pernambuco Nosso objetivo é informar aos 185 municípios pernambucanos o que acontece no estado.

Brasil vence Arábia Saudita por 2x0 em amistoso sem brilho


Brasil vence Arábia Saudita por 2x0 em amistoso sem brilho

Em ritmo de treino e de olho no amistoso contra a Argentina na próxima terça (16), a seleção brasileira venceu a Arábia Sauditanesta sexta (12), em Riad, por 2x0. Se o jogo contra o fraco adversário pouco disse sobre o novo ciclo da equipe de Tite, no entanto, valeu muito para Gabriel Jesus e Lucas Moura.
O primeiro, criticado por não marcar nenhum gol durante a Copa do Mundo da Rússia, retornou ao time depois ficar de fora dos amistosos contra EUA e El Savador e foi o responsável por abrir o placar, aos 42 minutos do primeiro tempo, após boa enfiada de bola de Neymar.
Em má fase no Manchester City (ING) -marcou apenas dois gols em dez jogos que disputou na temporada-, Gabriel Jesus viu um novo concorrente surgir com a camisa do Brasil: Richarlyson, do também inglês Everton, que balançou as redes duas vezes durante na goleada por 5x0 sobre El Salvador.
Além do rival na disputa por uma vaga no ataque, o atacante, ex-Palmeiras, ainda tem que superar a atual preferência de Tite por Roberto Firmino. O jogador, que antes era seu reserva, agora é o centroavante titular do técnico. O gol marcado contra os sauditas, contudo, pode ajudá-lo a ter mais oportunidades.
Já para Lucas Moura, a partida foi a oportunidade de voltar a atuar pela seleção após mais de dois anos. Ele não era convocado desde a Copa América Centenário, em 2016, e só teve uma oportunidade agora devido a lesão de Everton, do Grêmio, cortado por lesão.
Revelado pelo São Paulo e atualmente no Tottenham, o atacante teve chance de entrar para jogar todo o segundo tempo. Logo aos 6 min, quase marcou após enfiada de Neymar, mas parou nas mãos do goleiro Al-Owais.
A seleção de Tite não fez uma grande partida contra a Arábia Saudita. O time teve bons momentos de trocas de passe no primeiro tempo, mas não mostrou objetividade.
Talvez a principal novidade apresentada pelo treinador durante o amistoso foi o posicionamento de Neymar. O jogador atuou mais centralizado, assim como tem sido pelo PSG, buscando a bola muitas vezes nos pés dos volantes, no centro do gramado. Foi assim que pegou a bola e achou Gabriel Jesus livre para marcar o primeiro gol brasileiro.
No segundo tempo, a equipe caiu de rendimento e chegou a levar sustos dos sauditas, mas a falta de qualidade do adversário impediu que o Brasil se complicasse.
No final do jogo, com um jogador a mais depois da expulsão do goleiro rival, a seleção chegou ao segundo gol. Aos 50 min, Neymarcobrou escanteio para o lateral esquerdo Alex Sandro marcar de cabeça.
O próximo amistoso do Brasil é contra a Argentina, na terça (16), às 15h.
ARÁBIA SAUDITA
Al-Owais; Al-Burayk (Al-Muwallad), Hawsawi, Al-Boleahi, Al-Shahrani; Al-Mogahwi (Ghaleb), Ateef, Al-Faraj, Al-Bishi (Al-Shehri), Al-Dawsari (Sulaimani); Bahbir (Malayekah). T.: Juan Antonio Pizzi
BRASIL
Ederson; Fabinho, Marquinhos, Pablo, Alex Sandro; Casemiro (Walace), Fred (Lucas Moura), Renato Augusto, Philippe Coutinho (Arthur); Gabriel Jesus (Richarlison), Neymar. T.: Tite
Estádio: King Saud University Stadium, em Riad
Juiz: Danny Makkelie (Holanda)
Cartão vermelho: Al-Owais
Gols: Gabriel Jesus, aos 42min do primeiro tempo, e Alex Sandro, aos 52min do segundo tempo
Público: 23401 presentes
Fonte: Folha PE
Rede Anuncio é uma revista online de Notícias de Pernambuco Nosso objetivo é informar aos 185 municípios pernambucanos o que acontece no estado.

55 jogos movimentam a rodada do Recife Bom de Bola

55 jogos movimentam a rodada do Recife Bom de Bola

Mesmo com a chegada do feriado de Nossa Senhora Aparecida, os atletas do maior campeonato de futebol de várzea não vão interromper as atividades. A rodada começa nesta quinta-feira (11) e segue até o próximo dia 16. Ao todo, serão 55 partidas pelas categorias Sub-11, Sub-13, Aberto e Feminino.
O primeiro jogo acontece na quinta (11), no campo Chão de Estrelas, pela categoria Sub-13, envolvendo CT Barão x Geragol Futebol Clube. O CT Barão, atual campeão, busca sua segunda vitória consecutiva no torneio.
No sábado (13), pela Sub-11, o Olho D’Água FC Junior joga contra a Escolinha do Bilu em busca de sua primeira vitória. No mesmo dia, a categoria Feminino entra em campo com as partidas entre Revelação Cabense x Estrela União e Centro Nova Geração x Centro Nova Geração Z. 
A rodada se encerra com a categoria Aberto, no campo União da Macaxeira, com a partida entre São Bento F.C (Boleiro) e Os Gangaster FC. Todos os jogos são abertos para a população e a programação fica sempre disponível no site recifebomdebola.com.br.
O Recife Bom de Bola é promovido pela Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer. O campeonato utiliza o futebol como ferramenta de inclusão social, envolvendo as comunidades de todas as Regiões Político-Administrativas (RPAs) da cidade.

Rede Anuncio é uma revista online de Notícias de Pernambuco Nosso objetivo é informar aos 185 municípios pernambucanos o que acontece no estado.
Rafael Oliveira fica até 2019Foto: Léo Lemos/Divulgação/Náutico

O Náutico não conseguiu o principal objetivo da temporada, o acesso à Série B. Por conta disso, o Timbu se viu obrigado a encerrar as atividades relacionadas ao futebol mais cedo, no fim de agosto. O lado positivo da eliminação precoce é que a diretoria alvirrubra pôde agilizar as renovações de contrato e garantir a permanência de boa parte dos destaques para 2019. Nesse bolo de atletas que seguirão vestindo vermelho e branco, há seis nomes que buscam, no ano que vem, buscar a afirmação: Gabriel Araújo (lateral-esquerdo), Jobson, Willian Gaúcho e Jiménez (volantes), Rafael Assis e Rafael Oliveira (atacantes).

Leia também:
Com acordo em curso, Camutanga é prioridade no Náutico
Departamento de futebol do Náutico vai recarregar as turbinas

Gabriel Araújo terá uma missão das mais difíceis. Além de não ter caído nas graças da torcida neste ano, disputa posição com Assis, que fechou 2018 em alta. Willian Gaúcho teve boas chances no início do ano, mas acabou perdendo espaço. Situação diferente de Jobson, que viveu altos e baixos na temporada, mas fez um número considerável de jogos (22 partidas). Enquanto isso, Jiménez só foi chegar na reta final e alternou bons e maus momentos. No ataque, Rafael Assis, mesmo sem ser imprescindível, quase sempre era utilizado. Rafael Oliveira tem história diferente. Recuperado de lesão no joelho, espera, enfim, ter sequência no time.

Fonte: Folha PE
Rede Anuncio é uma revista online de Notícias de Pernambuco Nosso objetivo é informar aos 185 municípios pernambucanos o que acontece no estado.
Matheus GonçalvesFoto: Brenda Alcântara/Folha de Pernambuco
O pulso ainda pulsa na Praça da Bandeira. Numa vitória emocionante e de virada, o Sport bateu o Internacional, nesta sexta-feira (05), por 2x1 e chegou aos 27 pontos, mantendo-se vivo na luta contra o rebaixamento na Série A do Brasileiro. Mesmo com o triunfo, o Leão permanece na vice-lanterna, três pontos atrás do 16º colocado. Para conseguir se salvar, o time pernambucano precisa vencer seis dos próximos dez jogos que restam. O próximo desafio será contra o Atlético/PR, fora de casa.
Dentro de campo, um primeiro tempo gelado. Daqueles em que é preciso um verdadeiro milagre para conseguir resumir os melhores momentos. O Sport sofreu com vários desfalques, entre eles os quatro jogadores emprestados pelo Internacional, como Ernando, Léo Ortiz, Cláudio Winck e Andrigo, além dos lesionados Rogério e Morato. Com todas essas ausências, Milton Mendes resolveu fazer algumas mudanças. A principal delas foi colocar o meia Michel Bastos atuando como referência no ataque. Também sem Durval, suspenso após ser expulso contra o Atlético/MG, o comandante leonino resolveu dar a primeira chance como titular na temporada para o jovem Adryelson, de apenas 20 anos.
No ataque, Michel Bastos até tentou se movimentar, mas foi pouco municiado pelo trio de armadores. Tanto que nenhuma chance clara de gol foi criada nos primeiro 45 minutos, de nenhum dos lados. Do lado de Adryelson, o prata-da-casa teve uma atuação regular, conseguindo segurar bem os contra-ataques puxado pelos gaúchos.
Na segunda etapa os papéis se inverteram. Com o Internacional passando a dar as cartas, o Sport teve dificuldade para segurar o Colorado. Com apenas um minuto de bola rolando, Patrick (ex-Sport) testou Magrão para a boa defesa do rubro-negro. Mas, aos dez minutos, D'Alessandro entrou no lugar de Rossi e veio para mudar o placar. Aos 21, foi o argentino quem deu linda assistência para Nico López bater rasteiro e abrir o placar: O gol fez com que a torcida leonina iniciasse com mais veemência as vaias.
Curiosamente, serviu para acordar os jogadores do Sport. Aos 32 minutos, Mateus Gonçalves tentou cruzar e quase marcou um golaço com uma grande defesa de Lomba. Mas, na cobrança do escanteio, Adryelson subiu mais do que todo mundo e deixou tudo igual no placar. Voltando a dominar o jogo, o Leão foi em busca da virada e conseguiu aos 42 minutos. Com assistência de Michel Bastos, Mateus Gonçalves bateu rasteiro e fez a Ilha explodir em festa, mantendo viva a esperança de permanência na Série A.
FICHA DE JOGO
Sport 
Magrão; Raul Prata, Ronaldo Alves, Adryelson e Sander; Marcão (Fellipe Bastos), Jair e Marlone (Rafael Marques); Mateus Gonçalves e Gabriel (Matheus Peixoto); Michel Bastos. Técnico: Milton Mendes.
Internacional
Marcelo Lomba, Fabiano, Klaus, Emerson Santos e Iago, Rodrigo Dourado, Patrick, Camilo (Charles) e Nico López; Rossi (D’Alessandro) e Pottker (Jonathan). Técnico: Odair Hellmann. 
Local: Ilha do Retiro (em Recife).
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO).
Assistentes: Bruno Raphael Pires (GO) e Cristhian Passos Sorence (ambos de GO).
Gols: Nico López (aos 21 do 2ºT). Adryelson (aos 33 do 2ºT) e Matheus Gonçalves (aos 42 do 2ºT).
Cartões amarelos: Jair e Sander, Ronaldo Alves e Matheus Peixoto (Sport). Fabiano (Internacional)
Público e renda: não divulgados.