A construção civil, uma das principais fontes de renda do município, é responsável por levar comida para a mesa de milhares de gravataenses. 
Nos últimos anos, a falta de investimentos na cidade desencadeou o baixo interesse para que novos empreendimentos fossem construídos na cidade e os profissionais da área vinham sofrendo com a falta de serviço, o que comprometia a renda familiar e dificultava até o cumprimento de necessidades básicas. 
Desde que assumiu a gestão municipal, em janeiro de 2017, o Prefeito Joaquim Neto tem buscado soluções para amenizar tais problemas. A construção das casas populares, provindas do Programa Minha Casa, Minha Vida, tem ofertado empregos diretos e indiretos e movimentado a economia da cidade.
“Ao conseguir, junto ao Deputado Federal Bruno Araújo, que na época era Ministro das Cidades, a construção das casas populares, fiz questão de solicitar que fossem criadas oportunidades para os profissionais gravataenses. Temos excelente mão de obra e a prova disso é o reconhecimento a nível nacional como um dos empreendimentos mais bonitos do Programa.” Disse o prefeito.
Somadas as 194 casas que já estão em fase de acabamento, foram anunciadas esta semana a construção de mais 208 moradias populares, um total de 402 casas que estão sendo erguidas com a mão de obra local.
“É um orgulho fazer parte de tudo isso, construir o sonho da casa própria para famílias que moram em locais inapropriados. Eu estava desempregado há 1 ano e 8 meses e desde março estou aqui, com carteira assinada e tendo a certeza que no final do mês terei o dinheiro para pagar minhas contas e sustentar minha família.” Disse o pedreiro José Carlos da Silva, morador da Travessa Afonso Pena, bairro do Cruzeiro.
Feliz com o novo emprego, Ronaldo agradece pela confiança e oportunidade.
“Moro na comunidade do CAIC, vizinho a obra na qual estou trabalhando. Só tenho que agradecer ao Prefeito Joaquim Neto por ter trazido esta obra para cá e ter pedido que contratassem gente da comunidade, isso tem dado uma vida melhor para mim e para minha família.” Falou.
Até o momento, cerca de 200 empregos diretos e 100 indiretos foram gerados com a construção do Conjunto Habitacional. Os materiais de construção também estão sendo comprados aos fornecedores do município, aquecendo o comércio local.
A previsão é que sejam contratados novos profissionais nos próximos dias, após a assinatura da ordem de serviço da segunda etapa das obras.
A Prefeitura é responsável pela licitação e administração das obras que são feitas com repasse de recursos financeiros e supervisão da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano).
Axact

Tiago Coelho

Olá, Sou Criador do site rede anuncio, uma revista online de notícias de Pernambuco.

Post A Comment: