Várias empresas descobriram as vantagens de terem lojas online anexadas a sua operação, mas poucos conseguem resultados reais em vendas por não investirem de forma correta para obter retorno em vendas.
Para começar, quase 50% das vendas online iniciam em sites de busca. Porém, poucas lojas no Brasil têm uma estratégia de SEO competitiva.
Abaixo colocamos os 10 principais erros de SEO que as lojas virtuais brasileiras apresentam:

1. Falta de Pesquisa de Palavras – Chaves

Muitos gestores de lojas online focam em palavras relacionadas aos produtos, mas esquecem de pensar as palavras direcionando-as aos consumidores.
Pensar em produtos e benefícios é o pensamento mais rápido e comum. É o que gera palavras de alta concorrência, mas que dificilmente colocam sua empresa no primeiro lugar das buscas. O segredo é segmentar ao máximo as palavras focando na usabilidade do seu serviço e em como seus usuários buscam os produtos.
Alguns exemplos:
  • Celular menos de 800 reais
  • Notebook gamer i7 placa dedicada
  • Violão marrom elétrico e case reforçado
A partir destas definições comece a criar posts e conteúdos em cima destas palavras.

2. Fazer Spam com seu próprio conteúdo

Os algorítimos do Google estão cada vez mais refinados e são atualizados constantemente para evitar práticas que até alguns anos atrás geravam resultados.
Então, se você tenta encher suas páginas e metas com palavras chaves achando que terá bons resultados o que vai acontecer é o contrário, o ranking das suas páginas vai cair e sua URL será penalizada.

3. Muito conteúdo duplicado

Pegar o mesmo texto e colocar nas páginas de produtos ou internas para “encher” o site, também é uma prática antiga que hoje o Google enxerga com olhos de reprovação. Copiar textos de outros lugares sem deixar claro que é um conteúdo duplicado também gerará uma avaliação negativa.

4. Falta de depoimentos nos produtos

Passar confiança é fundamental dentro de uma loja virtual e a melhor forma para isto é incentivar depoimentos de clientes. Outra razão é que a cada novo depoimento, o Google a considera como uma atualização da página de produto, rankeando de forma positiva.

5. Urls não Otimizadas

Outro grande erro de algumas empresas é não otimizar as suas urls para as palavras chaves desejadas. Várias plataformas e desenvolvedores ignoram totalmente esta regra gerando lojas com url pouco amigável para o Google, como por exemplo “http;//minhaloja.com.br/product34?12” em vez de “http://minhaloja.com.br/tennis-basquete-azul-neon”

6. Html não fala a linguagem do SEO

Os robôs do Google ao passarem em seu site só leem o HTML. As imagens e outros elementos são invisíveis, por isto a necessidade de se usar ALtTag no HTML em cada imagem para dizer ao Google do que aquele item se trata. Deve-se evitar também, colocar textos dentro de imagens, pois é um conteúdo perdido.

7. Ter um site lento

Código não otimizado, imagens grandes e servidores ruins geram um site lento. O Google tem considerado este fator como determinante em seu rankeamento. Otimizar a velocidade de seu site é fundamental para donos de lojas online.

8. Esquecer os links internos

O Google se alimenta de conteúdos interessantes, por isto, mostrar em suas descrições de produtos links interessantes e relacionados do seu blog é uma ótima estratégia para aumentar seu rankeamento.

 9. Mobile

As últimas atualizações do Google priorizam sites com otimização de código e design para dispositivos mobile. Uma loja que não apresenta design responsivo e também oferece uma experiência de navegação mobile ruim está fadada a resultados ruins na busca.

10. Não tem SSL

Encriptar a navegação dos seus clientes gerando maior segurança para a compra dos mesmos é algo fundamental e que o Google também leva em conta na sua posição de página.
Estes são os principais erros, mas a análise do Google sobre a sua loja é bem mais profunda. Se você deseja conhecer a sua real posição na busca do Google, faça nosso teste gratuito neste link.
Axact

Tiago Coelho

Olá, Sou Criador do site rede anuncio, uma revista online de notícias de Pernambuco.

Post A Comment: